Pular para o conteúdo principal

Amor correspondido.

Continuação do texto Vamos falar de amor?





O amor correspondido:

É fato que quando alguém se apaixona tende a se movimentar no sentido de obter correspondência; busca-se sinais no outro que podem indicar que o investimento afetivo não é em vão. Em alguns casos, os sinais são óbvios, em outros ambíguos e em alguns inexistentes.

Quais os sinais que indicam que o amor é correspondido?

Considera-se que o amor é a fusão de três constructos: paixão, intimidade e compromisso. (Steinberg, 1986). Da combinação destes constructos originam-se oito formas de amar:

Paixão: apego físico, necessidade de tocar e sentir o corpo do outro; pele com pele.

Intimidade: vai além da confiança básica, chegando às confidências íntimas; não há medo de julgamento ou rejeição. Exige aceitar o outro como ele é.

Compromisso: desejo de estar com o outro apesar de todos os empecilhos; de levar a relação adiante; de manter proximidade.

Para que haja correspondência perfeita é necessário que cada um dos envolvidos dê ao outro os mesmos constructos que recebe, e na mesma medida. Por exemplo: se alguém dá paixão e compromisso, e recebe paixão e intimidade, não há correspondência perfeita.

Mas a ausência de correspondência perfeita não impede que a relação seja feliz, desde que haja respeito, admiração e compreensão pelo outro, o que pode favorecer o surgimento dos elementos que faltam, ou a diminuição dos elementos que sobram.

O simples fato de se relacionar com alguém que não pensa como você também não indica falta de correspondência, mas indica que existe a necessidade de compreender os pensamentos e a história de vida do outro, para entender como seus pensamentos foram construídos.

Quando se tenta mudar o outro, busca-se na verdade, obter esta correspondência afetiva ideal. Porém, o outro tem sua individualidade e seus limites, o que significa que poderá ceder para lhe agradar, mas poderá se opor a você e suas imposições de outra forma.


Não é necessário fazer "loucuras de amor" para provar o outro o quanto ele (ela) é amado (a); basta demonstrar  com os constructos que se dispõe, de forma honesta. Cabe ao outro o compromisso de abrir-se ao entendimento, buscando receber de boa vontade aquilo que é oferecido.

Em resumo: Para que um amor seja correspondido é necessário analisar a relação e verificar de que forma esta correspondência pode ser obtida. Ressaltando que este esforço deve ser empreendido por todos os envolvidos.




Referências
Sternberg, R. J. (1986). A triangular theory of love. Psychological Review, 93, 


Porque temos dificuldade em iniciar relacionamentos?

psicologa






Quando falamos em iniciar novos relacionamentos, parece que estamos tratando de um assunto muito natural, e que todos os indivíduos são capazes. Mas, na prática, não é bem assim....


Este artigo tem como finalidade explorar o assunto sem o esgotar. Trata-se de uma tentativa de reflexão sobre o tema.

Estamos na era da tecnologia,que supostamente serve pra que possamos nos comunicar melhor. 

A informação viaja de um canto a outro do planeta numa velocidade impensada há décadas atrás. 
Desenvolveram-se inúmeros aparelhos e aplicativos com a finalidade básica de promover a aproximação entre as pessoas em tempo real, e mesmo assim, o número de pessoas com dificuldade em estabelecer novas relações vêm aumentando consideravelmente. 

Não podemos falar em falta de vontade, pois os indivíduos não medem esforços para se tornarem pessoas bonitas e agradáveis: frequentam acadêmias de ginástica em busca de um corpo saudável; frequentam ambientes onde podem encontrar lazer, informação e cultura, praticam esportes; cuidam da aparência, etc. Ou seja, buscam tornarem-se pessoas aceitáveis.

Se temos os "meios de comunicação adequados" e "pessoas adequadas", onde mora a dificuldade para estabelecer novos relacionamentos?

Resposta: mora dentro de cada um. Falta a coragem para o start inicial.

Percebe-se que as pessoas estão se preparando para os relacionamentos apenas na parte exterior, esquecendo-se de que irão se relacionar com outras pessoas que buscam algo parecido. Vou elencar alguns fatores que dificultam o start para novos relacionamentos:

1. Desejo de ser cultuado(a)


Alguns indivíduos cuidam da aparência externa com esmero, acreditando que basta ter um corpo bonito para se relacionar. Neste caso, pode existir um desejo de ser cultuado (a) por sua beleza, o que dificulta o start de um relacionamento, uma vez que a relação afetiva deve ser marcada pela troca, e não pela unilateralidade.

2. Medo excessivo da rejeição.

Alguns indivíduos sofrem com o medo da rejeição e tendem a não se arriscar, esperando que o "amor caia de paraquedas". Em geral são pessoas com autoestima fragilizada e que dependem da aceitação alheia para sentirem-se pessoas plenas. Isto precisa ser revertido com a ajuda de psicoterapia, pois a necessidade de aceitação deve ter limites e não pode limitar o curso natural da existência.


3. Desejo de preservação

Relacionar-se é uma via de mão dupla, e exige que os dois doem e recebam na mesma proporção.  É preciso dispor de tempo, paciência, tolerância no trato com outra pessoa. Para alguns indivíduos, a dificuldade é justamente em dar algo de si para o outro e receber cobranças. Em geral são pessoas muito focadas em seus interesses e com pouca disponibilidade para partilhar algo. 

4. Timidez excessiva

A Timidez excessiva pode fazer parte de um quadro de Personalidade introvertida, que segundo Ballone (2009): "Na pessoa introvertida os eventos exteriores, ao contrário da pessoa extrovertida, não são a causa e o fim do pensamento, pois seu raciocínio começa e termina sempre no sujeito e não no objeto, na pessoa e não na coisa."
Vendo por este ângulo, podemos compreender que o introvertido não consegue mudar o foco de seu pensamento para o outro.

Iniciando relacionamentos:




Observe que para haver interações sociais é importante que alguém  dê o primeiro passo. As vezes um olhar é suficiente, em outros, é necessário ir além. Se este for o caso, aqui vão algumas dicas:

  • Comece tratando de temas amplos, ou seja fazendo comentários sobre o local, o tempo, etc. e fique atento (a) as reações de seu interlocutor;
  • Se houver abertura da outra parte, passe aos temas específicos, como nome, idade, profissão. Evite perguntas e colocações indiscretas, como posição política, religião, classe social, escolarização, etc., 
  • Evite comentários sobre a aparência no primeiro contato: algumas pessoas (mesmo que sejam muito bonitas) sentem-sem invadidas quando alguém menciona o quanto são bonitas e atraentes, pois não se sentem assim;
  • Fale de si e dê espaço para que o outro faça o mesmo;
  • Evite a aproximação física não permitida;
  • Converse olhando nos olhos do interlocutor;
  • E tente evitar "leituras mentais" sobre o que o outro está pensando a seu respeito. Isto certamente será conhecido no momento oportuno.
No entanto, se a dificuldade for imensa, sugiro que busque ajuda da psicoterapia para compreender melhor os motivos que o levaram a desenvolver esta dificuldade e as melhores formas de interagir, respeitando sua individualidade.




Referências:

Ballone GJ - Personalidade Introvertida (e Timidez), in. PsiqWeb, Internet, disponível emhttp://www.psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=178, revisto em 2009.



Psicóloga Sp: Psicóloga que atende na Av. Paulista


Eu, Psicóloga Maris V Botari quero falar com você que estava buscando Psicólogos em São Paulo, Psicólogos preço acessível, Psicólogos na região da Av. Paulista, Psicóloga online ou presencial, Terapia de casal, ou Psicólogos para problema de relacionamento,  ansiedade, depressão ou estresse. (ou tudo isso junto!!). Se esta é sua primeira vez, seja bem vindo (a)





5.Conheça a Psicóloga

5.1 - Formação
    • Pós Graduanda em Neurociências e Psicologia Aplicada (Mackenzie)
    • Pós Graduada em NeuroPsicopedagogia (Universidade Cândido Mendes);
    • Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental (CETCC);
    • Formação em Neuropsicologia (PUC-SP);
    • Formação em Terapia Comportamental (USP);
    • Aluna Ouvinte do Curso de Neurociências e Cognição da UFABC.
    • Cursando MBA em Inteligência Competitiva (São Camilo)
    • Currículo Lattes 

    Desde 2013, atuando exclusivamente na área clínica, tratando pacientes com Depressão, Ansiedade, fobias, crises de pânico, transtornos de personalidade, prevenção ao suicídio


    • Missão


    Proporcionar ao cliente condições para a manutenção ou recuperação de sua saúde emocional (tratamento), estabilidade para lidar com novas demandas e prevenção de recaídas (fortalecimento psíquico). 


    • Visão
    Neste sentido, busco aprimorar meus conhecimentos constantemente, para garantir formas atualizadas e efetivas de atendimento que adequadas: ao momento de vida do cliente; à sua demanda atual; e a seu contexto social. 

    • Valores


    Atender com ética, transparência e responsabilidade, demonstrando um genuíno interesse pelas pessoas e compreensão de sua história de vida. 

    • Ética
    A atuação do psicólogo é pautada pelo Código de Ética Profissional, que compreende, dentre outras coisas


    • Meu consultório fica na Av. Paulista, 2001, perto do metrô Consolação, esquina com a rua Padre João Manuel. 

    Psicologa Clínica, na Bela Vista,  zona sul sp.
    Terapia Online e presencial.
    Acolhimento humanizado| Preço acessível




    Se chegou aqui, certamente  busca uma  PSICOLOGA, PSICOLOGO, psicoterapia, terapia online ou presencial ou tratamento para sua ansiedade, depressão, estresse ou dificuldade de relacionamento, terapia de casal, terapia infantil, e quer saber Como encontrar o psicólogo certo.

    ◈Saiba o que esperar de uma psicóloga

    <b>Psicóloga SP Bela vista. Terapia online e presencial na av. Paulista, São Paulo. </b>




    Certamente tem muitas perguntas sobre Psicoterapia e Psicólogos:

    Comentários

    Consultório de Psicologia da Bela Vista - Acolhimento humanizado

     

    Bem vindo(a). 


    Se chegou até aqui, certamente busca o começo do processo de reforma interior, rumo à evolução emocional que permitirá levar a vida de forma mais leve e saudável, Sendo assim, aAgendamento Acolhimento Humanizado com


    Psicologa sp
    Psicólogos em São Paulo