Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Emoções: Ciúme

A palavra ciúme deriva do latim Zellumen, que significa "zelo" "cuidado".  Em sentido lato, isto significa que existe uma tendência a zelar, cuidar daquele objeto que amamos. Este objeto pode ser um bem material, um animalzinho de estimação e.. claro... uma pessoa muito especial. Não se trata de uma emoção ruim, ao contrário, serve para indicar a existência de ameaças e nos colocar em estado de alerta. Também não é adequado afirmar que o ciúme é o tempero do amor, pois enquanto um se sente feliz com as demonstrações de ciúme, para o outro pode ser algo torturante! Não dá pra controlar o sentimento de ciúme, pois se trata de uma reação normal à ameaça. O que devem ser contidas são as reações exageradas e os sentimentos paranoicos. Reações exageradas: Nem sempre "onde há fumaça, há fogo". Ás vezes, o parceiro (a) é visto  conversando com alguém (do sexo oposto) e isto nem sempre quer dizer que esteja acontecendo algo, mas no primeiro momento você poderá julg

Traição

Imagem
Em sentido strito, Traição significa uma ruptura de compromissos, que pode se dar em vários níveis: afetivos, profissionais, familiares, etc. Neste tópico, vou tratar sobre a traição relacionada aos relacionamentos afetivos, que aflige muitas pessoas. Imaginemos um relacionamento que está indo "de vento em popa". O parceiro ( ou a parceira) é afável, pontual, carinhoso, envolvente, etc.. Mas um dia, eis que que você se depara com uma cena nada agradável: Realmente, é desesperador. É como se o mundo parasse ou (no relato de algumas pessoas) como se "o chão se abrisse". Diante desta cena inesperada (ou equivalentes) o sentimento mais comum é a raiva. Algumas pessoas podem ter vontade de tomar uma atitude na hora, outras preferem não acreditar (negação). Nenhuma das duas atitudes é recomendável, uma vez que a raiva pode levar os indivíduos a cometerem atos graves, que poderão lhes colocar em situações comprometedoras. A negação, por sua vez tende a camuflar

Emoções: Raiva

Imagem
Etmologia:  Angere (inglês) = Angústia; Rabies (latim) = doença canina (Carvalho e Carvalho, 2010) Desdobramentos: cólera, ira, fúria, rancor, ódio, desejo de agredir ou destruir A raiva é uma emoção natural que sentimos quando passamos por alguma contrariedade, ou quando nossos desejos e ações são frustrados. Conhecida como um "sentimento negativo", ao qual fomos ensinados a reprimir ou negar. Mas se é natural e inerente ao ser humano, por que negá-la ou reprimi-la? A negação da raiva (e de outros sentimentos menos nobres) está relacionada à educação que recebemos dos adultos. Quando crianças, muitas vezes éramos punidos quando expressávamos (publicamente) a raiva por meio de choro, birras, gritos, etc. Quando crescemos, a tendência é continuar reprimindo a raiva, seja para não sofrer punição,ou para garantir algumas gratificações. Historicamente a repressão da raiva e seus desdobramentos está relacionada ao fato de que na idade média, um indivíduo colérico era considerado l

O que é perdoar?

Imagem
O que é perdoar? "Perdoa o que puder ser perdoado... esquece o que não tiver perdão" (Gessinger, H.) O que deve ser entendido como PERDÃO? Na verdade, este conceito não é fechado e dá margens à várias interpretações.  Uma destas formas se relaciona com o esquecimento de um ultraje, mas como sabemos isto não é algo que se consiga somente com a boa vontade, pois exige ressignificação do ocorrido, ou seja, é necessário interpretar os acontecimentos sob outro viés, buscando compreender também os motivos que levaram alguém a agir de forma destrutiva.  Naturalmente existem agravos de todos os níveis e quanto maior a ofensa, maior a dificuldade de ressiginificar e perdoar. Porém, sempre que possível, é útil repensar os acontecimentos deixando de lado as emoções, focalizando o fenômeno em si. Será que a mudança de contexto não poderia oferecer outra visão dos fatos? O grande aliado do perdão é o tempo. Aquilo que hoje pode parecer impossível de se